+ Ampliar Foto
fechar x clique na foto para trocar
  • A ALJAVA DE CUPIDO / Durval Augusto Jr.  
  • Código: 978-85-366-4588-9
  • Scortecci Editora - Contos - Formato 14 x 21 cm - 1ª edição - 2016 - 112 páginas

  • R$30,00
  • A aljava de Cupido é a reunião de trinta contos selecionados dentre todos aqueles que o autor escreveu nos últimos anos. Procurou-se, nesta coletânea, agrupar somente histórias que abordam o relacionamento entre pessoas de vários perfis psicológicos, seus dramas, suas buscas, seus conflitos, sonhos, angústias, conquistas, decepções – sempre reservando espaço para o cômico e o inusitado. As primeiras narrativas apresentam um pouco mais de leveza e lirismo, mas, à medida que avança na leitura do livro, irá o leitor se deparar com um pouco mais de drama e eventualmente com a inabilidade dos personagens para lidar, de modo adequado, com os seus relacionamentos. O que parece simples se torna, com muita frequência, complicado, uma vez que a realidade nunca se cansa de confrontar o homem com suas próprias fraquezas morais. Impotente e perplexo, ele muitas vezes precisa encontrar a coragem necessária para retomar uma luta na qual fora derrotado por si mesmo. Os conflitos, as angústias, os temores, as amarras emocionais precisam ser vencidas em nome do amor e da felicidade, mas nem sempre o homem está pronto para vencer tal luta, e o resultado é, de novo, frustração. Há alguns finais felizes, sim; poucos, é verdade, mas o autor foi, dentro do possível, generoso para dar-lhes algum espaço. Contudo, privilegia-se aqui a dramaticidade, salpicada aqui e ali com doses de bom humor e as boas surpresas de Cupido. É inevitável se emocionar com a cadela Nicole e seu “marido” Rex, em sua saga para reencontrar sua antiga dona; vamos acompanhar os dramas vividos por Artur e suas “Marias”, e será difícil para muitos leitores não tomar-lhe as dores; as decepções de personagens como o escritor Paulo, desprezado e insultado por sua mulher Julieta, também deixarão indignados muitos leitores, que, no entanto, se sentirão, ao final, vingados juntamente com ele; indignados ficarão também, em outro conto, com Gabi, a moça que esperava mais uma chance, essa chance veio e ela de novo a desperdiçou, para desilusão inapelável de seu pretendente; em outra história, intitulada “O Gustavo vai falar”, será que ele falou? Não! Porque a dificuldade de comunicação é uma das grandes vilãs dos relacionamentos. Há até mesmo um personagem que, em um dos últimos contos, declara que não vai morrer, “por desaforo!”. E o que será que aquela mulher do conto “Vinho, jazz e Dostoiévski” foi fazer naquele inverno, num a pousada solitária, no alto da montanha? Mas os doces olhos da menina Melissa irão acompanhá-la até a velhice. Às vezes o amor pode dar certo.

* As fotos dos produtos são ilustrativas e não correspondem ao seu tamanho real.
Voltar